O BYD Dolphin Mini, carro elétrico mais barato da BYD e aguardado no Brasil para as próximas semanas, acaba de ser lançado no Uruguai em duas versões de acabamento e já está em pré-venda com preço inicial equivalente a R$ 108.000. 

Vendido na China como Seagull, o modelo de entrada faz parte da linha Ocean, assim como os irmãos maiores Dolphin e Seal. No Uruguai, o Dolphin Mini chega importado do país asiático em duas versões: EV300 e EV400, equipadas com o mesmo trem de força, mas com baterias de capacidades diferentes.

Galeria: BYD Seagull - Salão de Xangai

O BYD Dolphin Mini (Seagull) mede 3,78 metros de comprimento (10 cm a mais que um Renault Kwid), 1,71 metro de largura, 1,54 metro de altura e possui distância entre-eixos de 2,50 metros (3 cm a menos que um Hyundai HB20). A BYD divulga uma capacidade de 230 litros para o porta-malas, ou 930 litros com o banco traseiro rebatido.

As duas versões vendidas no Uruguai são equipadas com o motor elétrico de 55 kW (75 cv) de potência e 13,7 kgfm de torque. Um conjunto alimentado pela bateria de lâmina (Blade) com capacidade de 30 kWh ou 38,8 kWh, suficiente para o alcance de 300 km ou 400 km pelo ciclo chinês, respectivamente - a velocidade máxima é de 130 km/h.

BYD Seagull - Salao de Xangai - perfil

BYD Dolphin Mini EV300

  • potência e torque: 55 kW (75 cv) e 13,7 kgfm
  • bateria: 30 kWh
  • autonomia: 300 km (CLTC)
  • potência de recarga: 6,6 kW (AC) - 30 kW (DC)
  • consumo de energia: 9,4 kWh/100 km
  • 0 a 50 km/h: 4,9 segundos
  • 0 a 100 km/h: 13,9 segundos
  • velocidade máxima: 130 km/h
  • peso: 1.160 kg

BYD Dolphin Mini EV400

  • potência e torque: 55 kW (75 cv) e 13,7 kgfm
  • bateria: 38,8 kWh 
  • autonomia 400 km (CLTC)
  • potência de recarga: 6,6 kW (AC) - 40 kW (DC)
  • consumo de energia: 9,6 kWh/100 km
  • 0 a 50 km/h: 4,9 segundos
  • 0 a 100 km/h: 14,9 segundos
  • velocidade máxima: 130 km/h
  • peso 1.240 kg
BYD Seagull - painel

Desde a versão de entrada EV300 o Dolphin Mini vem equipado com 4 airbags, controles de tração e estabilidade, frenagem regenerativa, Isofix, direção elétrica, tela multimídia de 10.1", monitoramento de pressão dos pneus, partida remota, controle de cruzeiro, faróis full LED, quatro modos de condução, sensor de ré, ar condicionado automático, freio de estacionamento eletrônico com Auto-Hold, chave com função NFC, assistente de estacionamento e rodas de liga leve aro 16". A versão mais cara EV400 cara adiciona volante com ajuste de profundidade, carregamento por indução para smartphones e banco do motorista com ajuste elétrico. 

O BYD Dolphin Mini está em pré-venda no Uruguai pelo preço de US$ 21,990 (R$ 108.000) na versão EV300 e US$ 23,990 (R$ 118.000) para o EV400. Para comparação de valores, os rivais Renault Kwid E-Tech (US$ 29,990) e o JAC e-JS1 (US$ 24,990) custam mais caro. 

No Brasil, onde o carro elétrico urbano tem lançamento previsto para fevereiro/março, o Dolphin Mini também será importado da China num primeiro momento, mas passará a ser produzido localmente na fábrica de Camaçari (BA) mais adiante, junto com os já confirmados Song Plus, Dolphin e Yuan Plus. 

ABYD não declarou oficialmente com qual opção de bateria e autonomia o compacto será vendido no Brasil. Acredita-se que o preço inicial fique ao redor dos R$ 100 mil, mesmo com a volta da cobrança do imposto de importação.

Fonte:Autoblog