A Toyota tem um novo plano para recuperar o tempo perdido na transição energética e se posicionar entre os líderes na era de carros elétricos. O novo CEO Koji Sato, que assumiu recentemente, irá trabalhar com uma estratégia apoiada em três etapas para mudar essa realidade. 

Amplo e diferente da abordagem tradicional da Toyota, o novo plano tem entre os objetivos alcançar rivais como BYD e Tesla, montadoras mais novas e bastante ágeis que se destacaram nesta fase de transição para veículos eletrificados. 

"Será um conceito diferente do que tivemos até agora. Na Etapa 3, a produtividade deve melhorar significativamente."

Toyota bZ Sport Crossover (1)

Durante uma mesa redonda com a imprensa na semana passada, Koji Sato falou em adotar novos conceitos e uma estratégia em três etapas para aumentar "significativamente" a produtividade e a lucratividade até 2030, isso por meio da futura linha de veículos elétricos da Toyota.

O executivo, que assumiu o comando da maior montadora do mundo em 1º de abril, disse que a Toyota está na primeira fase do plano de veículos elétricos.

A segunda fase virá por volta de 2026, quando a Toyota finalmente lançará uma plataforma de veículos elétricos completamente nova para substituir a e-TNGA, bem como ampliado a capacidade de produção de EVs para 1,5 milhão de unidades ao redor do mundo anualmente.

Toyota bZ Compact SUV Concept

Mais adiante, em data não especificada, virá a terceira fase, onde a gigante japonesa adotará um novo sistema de software automotivo para desbloquear novos fluxos de receita, modelos de negócios e ciclos de desenvolvimento de produtos hipereficientes.

Foi relatado que a nova configuração permitirá aos carros elétricos da Toyota dobrarem sua autonomia, graças ao uso mas eficiente das baterias. Isso ao mesmo tempo em que a exigência de investimento e recursos de desenvolvimento cairá pela metade. Ou seja, fazer mais com menos. 

O objetivo final é que esse considerável ganho de eficiência permita à Toyota reduzir os preços dos seus carros elétricos e impulsionar o volume de produção, segundo Sato. 

Após atingir um volume de 1,5 milhão de veículos elétricos vendidos por ano em 2025, a Toyota quer avançar para 3,5 milhões de EVs no mundo todo até 2030, quando a Fase 3 do plano estratégico estiver em pleno funcionamento.

Esses planos dizem respeito aos veículos 100% elétricos, mas até lá a montadora continuará apostando em outras frentes para a transição energética, a depender do mercado.

No caso do Brasil, a Toyota fez um anúncio recente de investimentos de R$ 1,6 bilhão para produzir um inédito veículo híbrido flex nacional. Além disso, também anunciou um projeto para produzir hidrogênio verde a partir do etanol com o objetivo de abastecer veículos a células de combustível.

Fonte:Automotive News