A Índia está despontando como o segundo maior mercado global para as motos elétricas, só perdendo para a China. E nesse cenário, a cada dia surgem novos modelos de todos os segmentos e para os mais variados gostos, incluindo a Ultraviolette F77, que é a primeira moto elétrica esportiva do país asiático.

O modelo elétrico duas rodas produzido pela Ultraviolette foi anunciado no final do ano passado e se prepara para chegar às concessionárias indianas neste mês. Isso será apenas o começo de uma trajetória que tem como objetivo conquistar o público doméstico e posteriormente expandir sua presença para o mercado internacional. 

Galeria: Ultraviolette F77 - moto elétrica

Falando da moto elétrica, ela será vendida em três variantes: Airstrike, Shadow e Laser, sendo que cada uma delas é oferecido em duas versões F77 Standard e F77 Recon, além de uma edição especial de lançamento limitada a 77 unidades.

A Ultraviolette F77 tem estilo esportivo e recebe uma unidade de farol full LED e uma lanterna LED triangular. O estilo se vale ainda de pneus mais largos (rodas de 17"), aspecto mais dinâmico, um tanque de combustível esculpido, assento, proteção traseira e guidão baixo. 

A moto elétrica vem equipada com uma variedade de recursos de segurança, com painéis laterais para um resfriamento mais eficiente da bateria, ABS, acelerador ride by wire e tela TFT habilitada para Bluetooth. Também há três modos de condução (Glide, Combat e Ballistic) e uma IMU de 9 eixos com um acelerômetro e giroscópio incorporados.

ultraviolette77 moto eletrica india 3

Em termos de desempenho, a F77 tem uma potência similar aos modelos de combustão de 300cc e 400cc. A moto padrão está equipada com uma bateria de 7,1 kWh e um motor elétrico de 27 kW (cerca de 37 cv).

Seu alcance é de 206 km com uma única carga e tem uma velocidade máxima de 140 km/h. As versões Recon e Special, no entanto, têm motores de 29kW (40 cv) e 30,2 kW (42 cv), respectivamente. Além dos motores, a bateria em ambos os modelos tem uma autonomia de 307 km pelo padrão indiano. 

A bateria da F77 leva entre 7-10 horas para recarregar com um carregador padrão. No entanto, com o carregador Boost de 3 kW da empresa, esse tempo é reduzido para 3,5 horas.

Amoto elétrica se destaca pelo bom desempenho, mas cobra por isso. O preço nesta fase de pré-venda varia de Rs 380.000 a Rs 550.000 (R$ 23.900 a R$ 34.600), o que pode ser um pouco salgado para os padrões indianos. 

As primeiras entregas já começaram e seguem um cronograma de acordo com a região do país. A empresa trabalha com um plano de investimento de mais de US$ 120 milhões e pretende, gradualmente, expandir seus negócios para fora da Índia

Fonte:RushLane